Descaso total: Servidores Concursados cobram salários atrasado e encaram a tirania que se tornou recorrente em Anapurus

Enquanto os holofotes dos aliados de Vanderly estão fixados em quem será o escolhido como pré-candidato da base governista, ou quais serão as contratações que se apresentarão no Carnaval, servidores concursados, que não tem nada haver com a falta de planejamento financeiro, ainda não receberam o salário de dezembro de 2023. Iniciaram o ano com salário atrasado.

Inescrupulosamente, a Prefeitura de Anapurus, por meio da Secretaria de Educação e Finanças, tendo como secretária a filha da prefeita, não efetuou o pagamento da remuneração de dez servidores que participaram no dia 08/01, de uma reunião cobrando o pagamento do mês de dezembro do ano passado.

A prefeitura efetuou o pagamento dos profissionais em 11 de janeiro, mas propositalmente, e em claro abuso de poder, não pagou os servidores que participaram da reunião. A arbitrariedade e a motivação foram confirmadas pelo próprio responsável pelo o RH da municipalidade.

O atraso dos salários prejudicou o fim de ano em suas casas e as dificuldades com contas e o sustento da família se agrava por falta do pagamento.

Em grupo de WattsApp a secretária de finanças filha da então prefeita Vanderly, tratou de forma imoral a presidente do sindicato dos servidores de Anapurus, após a mesma cobrar seu salário atrasado e dos demais Professores.

Confira nos prints:


O Sindicato dos Servidores de Anapurus- SINSPMA emitiu uma nota de repúdio.

O Sindicato dos servidores municipais de Anapurus-SINSPMA, constituído por servidores, vem por meio desta nota manifestar seu total repúdio a fatos ocorridos em conversas de grupo de whatsapp, atos esses praticados pela Secretaria de finanças e filha da prefeita municipal Vanderly do Nascimento Monteles contra a presidente do sindicato Alcilene Monteles Abreu. Atos de agressão calúnia e difamação contra a servidora concursada, fatos esses ocorrido nas redes sociais vale ressaltar que o objetivo da instituição é zelar pelo direito do servidor municipal, sempre procurando dialogar com o poder público o que não é aceito pela secretaria de finanças por não aceitar que o representante dos servidores cobre o direito do servidor.

É necessário que o fato seja apurado pelas autoridades competentes e que a agressora seja punida como determina a lei, pois não aceitamos de forma alguma atos que caracterizam abuso de poder, agressão, preconceito e difamação.

Anapurus – MA 11/01/2024.

A Diretoria.

A FETRAM também emitiu sua nota de solidariedade.

NOTA DE SOLIDARIEDADE

A FETRAM vem, por meio desta, manifestar sua SOLIDARIEDADE aos servidores e dirigentes do Sindicato dos Servidores de Anapurus que, até a presente data, não receberam a remuneração do mês de dezembro.
De forma imoral, a Prefeitura de Anapurus, através da Secretaria de Educação e Finanças, cuja a última pasta citada tem como secretária a filha da prefeita, não efetuou o pagamento da remuneração de DEZ SERVIDORES que participaram, no dia 08 de janeiro/24, de uma reunião cobrando o pagamento do mês de dezembro.
A prefeitura efetuou o pagamento dos profissionais em 11 de janeiro, mas propositalmente, e em claro abuso de poder, não pagou os servidores que participaram da reunião. A arbitrariedade e a motivação foram confirmadas pelo próprio responsável pelo o RH da municipalidade.
Ao tempo que se solidariza, a FETRAM repudia veementemente a atitude imoral, abusiva da gestão municipal de Anapurus que afronta os princípios da administração pública.

São Luís/MA, 12 de janeiro de 2024.

A Executiva da FETRAM-MA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade