Covid-19: “Os Números Só Estão Aumentando”, diz Secretário de Saúde e Prefeita Reduz Horário de Bares em Duas Horas

 

Novo Decreto Fechando Bares Duas Horas mais Cedo

Depois de um pronunciamento, agora a tarde, em que o secretário de saúde Richard Wilker chama atenção para a gravidade da situação da Covid-19 em Chapadinha e anunciar decreto com medidas mais duras quanto ao distanciamento social necessário, a prefeita Belezinha divulgou o decreto cuja única medida foi reduzir o horário de bares e similares em duas horas. 

"O que nós temos a dizer pra população é estamos numa situação bem complicada, quero me solidarizar com por todas as pessoas que faleceram com essa doença e os números só estão aumentando”, disse o secretário, com semblante preocupado logo no início do pronunciamento que você pode assistir a íntegra aqui

Durante toda sua fala o secretário defendeu medidas de distanciamento e pediu compreensão para a necessidade de cumprir o decreto. Já o decreto, publicado cerca de uma hora depois, trouxe a redução dos bares que antes podiam fechar à meia-noite, agora terão que encerrar suas atividades às 22 horas. 

“Atividades de aspecto coletivo como as desenvolvidas por bares, clubes, áreas de lazer (comuns) etc poderão funcionar com 50% da sua capacidade de ocupação e encerramento do atendimento presencial às 22h; atividades privadas em geral como: academias, centros de compras, comércio em geral, poderão funcionar com lotação de 50% da capacidade máxima de ocupação; e demais medidas a serem observadas no Decreto, diz o decreto alterando atividades de bares e mantendo todo o teor do decreto anterior publicado em 10 de maio. 

A fala aflita do secretário alerta para a gravidade da situação e o decreto da prefeita muda quase nada em relação à regra anterior. Secretário e Prefeita produzem sinais opostos, no meio disso a pandemia em Chapadinha ganha ares de descontrole e a população assiste a tudo calmamente e sem nada cobrar, como se estivesse imune ao vírus violento e turbinado pelas contradições das autoridades.

Postar um comentário

0 Comentários