Juiz do MA é alvo de investigação no Gaeco por suposta agiotagem

O juiz Sidarta Gautama, com atuação em Caxias, é alvo de Procedimento Investigatório Criminal aberto pelo Gaeco por suposta participação em organização que pratica agiotagem no Maranhão.
A informação consta de um pedido de providências formulado pela da Corregedoria Nacional de Justiça, órgão ligado ao CNJ, ao Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA).
Gautama ganhou recente notoriedade no caso de uma série de decisões autorizando a transferência de alunos de universidades particulares para o curso de Medicina da Uema.
Por conta disso, é alvo, também, de uma sindicância na Corregedoria-Geral de Justiça do Maranhão (saiba mais)

Postar um comentário

0 Comentários