Saiba quem são os deputados que podem fazer o Maranhão perder R$ 247 milhões; Hildo Rocha e Marreca Filho na lista - Blog da Rayssa Araújo | Notícias de Anapurus e Região

25 de outubro de 2019

Saiba quem são os deputados que podem fazer o Maranhão perder R$ 247 milhões; Hildo Rocha e Marreca Filho na lista

Querelas políticas das mais baixas e espúrias de subalternos das práticas que predominaram durante décadas no Maranhão podem fazer o estado perder R$ 247 milhões a que tem direito, oriundos da emenda de bancada enviada pelos deputados e senadores.
O acordo feito previamente previa a destinação de R$ 121.656.021,00 para o estado que seriam investidos da seguinte forma: R$ 50 milhões para a saúde do Maranhão; R$ 50 milhões para DNIT; R$ 12 milhões DNIT-projetos; R$ 6.156.021,00 – Projeto Codevasf para fazer canais em São Luís, como do Coroadinho; e R$ 3,5 milhões para Telebras, para colocar internet em escolas que estão prontas.
Os parlamentares ainda teriam R$ 126 milhões para emendas de indicação individuais. Para fazer essa repartição, era preciso que 14 parlamentares assinassem o acordo, mas não se alcançou esse quórum.
Com isso, o Maranhão perdeu o prazo para envio do documento com destinação das suas emendas e corre o risco de perder R$ 247 milhões. De acordo com o senador Weverton, foi dado um prazo a mais para o estado, até a próxima terça-feira, 29, para que se alcance o número suficiente e o Maranhão não perca a verba.
Os deputados que não assinaram a lista e podem fazer o estado perder o investimento milionário são: Aluísio Mendes (PSC), Eduardo Braide (PMN), Edilázio Júnior (PV), Hildo Rocha (MDB), Josimar de Maranhãozinho (PL), Júnior Lourenço (PL), Marreca Filho (Patriota) e Pastor Gildenemyr.
Os outros deputados e todos os três senadores do Maranhão assinaram o acordo para destinação da emenda de bancada.
Apenas os supracitados, a grande maioria oposição ao governador Flávio Dino na política maranhense, não assinaram por diferenças políticas. Essa tentativa de boicotar o atual governo do Estado pode penalizar milhares de maranhenses que estão precisando desses recursos.
Do Blog Marrapá

Nenhum comentário:

Postar um comentário