Previdência: Eliziane garante pagamento de abono para quem ganha até 2 salários mínimos - Blog da Rayssa Araújo | Notícias de Anapurus e Região

3 de outubro de 2019

Previdência: Eliziane garante pagamento de abono para quem ganha até 2 salários mínimos

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) impôs uma dura derrota ao governo de Jair Bolsonaro (PSL), durante a votação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma da Previdência, na noite dessa terça-feira 1º, ao ter aprovada pelo plenário da Casa destaque referente ao abono salarial.

Previdência: Eliziane garante pagamento de abono para quem ganha até 2 salários mínimos

A proposta aprovada na Câmara dos Deputados restringia o pagamento do benefício, no valor de um salário mínimo (R$ 998,00), a quem recebe até R$ 1.364,43 por mês. Com a aprovação do destaque apresentado por Eliziane, ficam valendo as regras atuais, que garantem o repassem a quem ganha até dois salários mínimos.
“Uma grande vitória. O plenário, a partir de um destaque que apresentei na reforma da Previdência, garantiu o pagamento de abono salarial para quem ganha até dois salários mínimos”, comemorou a senadora nas redes sociais.

“Com proposta nossa aprovada, 13 milhões de brasileiros vão manter o abono salarial pago para quem ganha até R$ 1.996 por mês, ou seja 2 salários. Não podemos concordar com uma reforma que arrocha ainda mais os trabalhadores mais pobres”, completou.

Segundo Eliziane Gama, essa conquista se soma à manutenção do BPC (Benefício de Prestação Continuada) e à proibição de pagamento de pensões abaixo do salário mínimo.

Ela diz que continuará na luta pra corrigir distorções da reforma Previdenciária e em torno da chamada PEC Paralela, que trata das instituições filantrópica, em tramitação no Senado.

O texto-base da reforma da Previdência foi aprovado pelo plenário do Senado por 56 votos a favor, 19 contra e nenhuma abstenção. Pelo Maranhão, apenas o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) votou a favor da proposta. Eliziane Gama e Weverton Rocha (PDT) votaram contra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário