13 de março de 2019

WHATSAPP TAMBÉM FORA DO AR? ENTENDA O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM O MENSAGEIRO

O maior app de comunicação instantânea do mundo, o WhatsApp, está enfrentando instabilidade na tarde desta quarta-feira (13), mas não chegou a ficar totalmente fora do ar. O que realmente acontece, de acordo com reclamações de usuários no Twitter em no Down Detector — site que rastreia instabilidades em serviços famosos —, há muita dificuldade em enviar e receber qualquer tipo de mídia pelo mensageiro.
Isso inclui fotos, vídeos e mensagens de áudio. Curiosamente, entretanto, envio de texto e chamadas de áudio/vídeo estão funcionando normalmente. Nós conferimos essas limitações e podemos atestar que, de fato, está praticamente impossível compartilhar arquivos de mídia pelo app.


Vale destacar ainda que esses problemas no WhatsApp estão ocorrendo no mesmo dia em que Facebook e Instagram também sofreram instabilidades ao redor do mundo. Os três serviços são da mesma empresa, chefiada por Mark Zuckerberg, e existe a possibilidade de todos compartilharem a mesma infraestrutura problemática no momento.
De acordo com relatos, os problemas de compartilhamento no WhatsApp são generalizados. Clientes para AndroidiOS, bem como as versão para web e Windows do mensageiro, passam pela mesma dificuldade. A publicação de mensagens nos Status do WhatsApp também passa por instabilidade.
Regiões em vermelho são as mais afetadas (fonte: Down Detector)
Segundo dados do Down Detector, a América do Sul é a região mais afetada pela instabilidade do WhatsApp. Há uma grande quantidade de relatos vindos do Brasil, Argentina, Uruguai, Colômbia, Chile e Peru. O México e toda a América central, junto com algumas regiões dos EUA, também foram afetadas. Grande parte da Europa se encontra na mesma situação.
Em contato com o TecMundo, o WhatsApp informou que toda a "família de apps" do Facebook foi afetada pelo problema.
"Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar a família de aplicativos do Facebook. Estamos trabalhando para resolver o problema o mais rápido possível.”

0 Comentários :

Postar um comentário