8 de fevereiro de 2019

Disputa de 2020: Falta Proposta, Sobra Soberba



Faltando pouco menos de dois anos para o pleito municipal de 2020, momento em que os postulantes deveriam lançar ideias, programas e propostas, o tom geral de grupos e pré-candidatos tem sido a velha e infrutífera soberba.

A ex-prefeita Belezinha – que já tem a empáfia no sangue – comemora a boa votação de deputada, esnoba até aliados, pensa que o povo já esqueceu os motivos de sua derrota de 2016 e acha que seu retorno para a prefeitura é apenas uma questão de tempo.

O empresário Higor Almeida – embora não tenha mencionado Belezinha na lista dos descartados – declarou não querer apoio de nenhuma liderança política e muito menos admite apoiar outro candidato que não seja ele mesmo. Pode ser surto de inexperiência, mas a complexidade da política recomenda um pouco mais de prudência.

Hoje blogs noticiam que os deputados Paulo Neto e Thaiza Hortegal conversam sobre o nome que deverá ser escolhido por eles para saber “quem será o futuro prefeito ou prefeita de Chapadinha”. Isso mesmo: os dois deputados (um de Mata Roma e a outra de Pinheiro) que se omitiram e não deram uma palavra sequer para evitar o fechamento da UPA, vão tirar do bolso um nome que ungido por eles já ganhou a eleição de Chapadinha.  

A atual fase dos discursos contrasta com a humildade de quem realmente decide, costuma derrubar arrogantes e a tudo isso assiste com inteligência própria: o povo.

Um comentário :

  1. O eleitor, de um modo geral, está ficando cansado dos mesmos nomes em toda eleição, de modo que parece haver uma vontade global de mudança, de renovação.

    O problema é que grande parte do eleitorado sempre acaba votando nos mesmos candidatos por mais oportunistas, arrogantes e demagogos que estes sejam. No momento do voto, diante de várias opções, acabam votando justamente naqueles que pouco ou nada fizeram de próspero e frutífero pelo município, pelo estado ou a nação.

    Políticos arrogantes e prepotentes costumam vangloriar-se dos votos recebidos em eleições passadas, mas isso é pura bobagem, é querer viver do passado, não tem qualquer valor estatístico, pois em Política o que vale mesmo é o cenário do momento, a realidade presente, e não o que passou. Desse modo, a ex-prefeita Belezinha deveria saber que a Política é um processo dinâmico, marcada por avanços e recuos e pela ação do tempo. A depender das circunstâncias, periodicamente, mudam-se os cenários, altera-se o humor do eleitorado.

    Outros políticos, em tempos de eleição, têm como prática enganar o eleitor com discursos falaciosos carregados de frases de efeito, ostentando méritos e qualidades que não têm, ludibriando o povo com falsas promessas, aproveitando-se sobretudo de pessoas simples e humildes que, por ignorância ou desconhecimento, acabam votando nesse tipo de político.

    Em 2020, mais uma vez, as ruas, praças e redes sociais estarão cheias de candidatos pedindo seu voto generosos, sorridentes, solidários, disfarçados de anjos e salvadores da pátria, mas não se deixe enganar !! São os mesmos de sempre, com os mesmos discursos demagógicos e as mesmas promessas, pedindo votos que nunca honram e prometendo obras que nunca realizam.

    Na eleição de 2020, o eleitor terá mais uma vez a chance de intervir de forma positiva no âmbito da seara política municipal, votando de forma consciente e responsável, sem se deixar seduzir por falácias, sofismas e falsas promessas.

    Nós somos o Povo, a força mais poderosa de uma República democrática. Temos, através do voto, o poder de mudar o cenário político da cidade, do estado e da Nação.

    Chega dos mesmos !! Chega sobretudo de políticos demagogos, arrogantes e prepotentes que se acham donos do Poder, como se vivêssemos ainda nos idos da monarquia !!

    ResponderExcluir