Polêmica: Blog volta a denunciar e afirma que garota foi ameaçada de morte por marido e filha da prefeita de Anapurus. - Blog da Rayssa Araújo | Notícias de Anapurus e Região

domingo, 3 de junho de 2018

Polêmica: Blog volta a denunciar e afirma que garota foi ameaçada de morte por marido e filha da prefeita de Anapurus.

Uma nova matéria do Blog do Alexandre Cunha sobre o caso da menor que teria sido ameaçada de morte pelo marido e pela filha da prefeita de Anapurus, traz novas revelações e afirma que a garota está com medo de morrer.

Confira a matéria do Blog do Alexandre Cunha, que ouviu a vítima e os relatos da família.


Blog do Alexandre Cunha 

“Eles iriam me encontrar e me matar”; reafirma a garota, bastante abalada, veja a integra da entrevista no vídeo logo abaixo. 

Em quarta-feira, 16 de maio, a redação deste Blog tomou conhecimento de um vídeo que circulava nas redes sociais, no vídeo uma menor de idade acusava por agressão e ameaça de morte Ivanildo Monteles e a filha Carol Monteles, esposo e filha da prefeita de Anapurus MA, Vanderly Monteles (reveja a matéria aqui).

Desde então procuramos saber mais sobre o caso, se o vídeo que circulava nas redes sociais era verdadeiro ou montagem. E constamos a veracidade das acusações feita pela menor.     

Diante dos fatos procuramos identificar os responsáveis pela a pré-adolescente que foi identificada como C.C.B, de 13 anos de idade, estudante da rede pública de Anapurus, para saber se o vídeo gravado por ela anteriormente tratava-se de montagem ou se ela foi induzida por alguém ou partido político a contar a versão por ela dita anteriormente.

A pré-adolescente de 13 anos deidade mora com a família na periferia de Anapurus e com o consentimento da mãe ela concedeu uma entrevista exclusiva ao Blog Alexandre Cunha, a menor afirmou categoricamente que ninguém á induziu sobre o fato, ela reafirmou tudo o que disse em vídeo anteriormente, diz que sofreu ameaça de morte, e que sua vida desde o fato não é mais a mesma. Ela diz que foi acusada injustamente, e que não consegue nem se quer andar na rua devido à repercussão do acontecido. C.C.B afirma que é inocente, que não pegou celular e pede que alguém apresente provas sobre o suposto furto.

Anda durante entrevista a garota afirma que ficou presa dentro do quarto da prefeita por cerca de duas horas, impedida de sair e só foi liberada mediante a chegada da polícia; o que pode caracterizar cárcere privado.

Durante a conversara chorou por várias vezes e visivelmente abalada psicologicamente ela diz que tem medo de sair na rua ou até mesmo ir para a escola, após as ameaças.

“Eu estou com medo deles vir aqui e me matar, ficam falando que eu roubei sem eu ter roubado”.

No vídeo, veja a integra da entrevista com a menor. 


Procuramos também o Conselho Tutelar da cidade de Anapurus, e de acordo com o coordenador Vagner da Silva Costa, intende a gravidade dos fatos, que todo o processo correrá de acordo com a lei do estatuto da criança e do adolescente “Tudo será encaminhado á justiça para que sejam tomadas as devidas providencias sobre o caso’: afirmou o conselheiro, que só tomou conhecimento do caso após 15 dias do corrido.

Ainda de acordo com o Conselho a pré-adolescente não tem nenhuma passagem por algum ato infracional.

O blog Alexandre Cunha teve acesso com exclusividade aos depoimentos da menor e de sua mãe que foi prestando na 3ª delegacia regional de Chapadinha, onde o caso está sendo apurado e será esclarecido perante a justiça. Publicaremos em outra postagem. Tudo que é narrado em vídeo a menor confessou durante a autoridade policial, diz que é inocente e que foi ameaçada e mantida em cárcere privado, aguarde... 


O QUE DIZ OS CITADOS

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O blog não conseguiu contato diretamente com os citados na matéria, em rede social Carol Monteles imitiu uma nota, (veja abaixo), quanto a Ivanildo Monteles não se pronunciou oficialmente sobre o caso.
“Boa tarde! Venho por meio deste lamentar e repudiar mais um ataque sujo e mesquinho feito a minha família, agora em específico a minha imagem e a de meu pai, acredito que toda sociedade Anapuruense tem acompanhado as constantes agressões morais e verbais que minha mãe, pai e família vem sofrendo, muito antes da campanha de 2016, já foram áudios, vídeos, nomes pejorativos em grupos e blogues, xingamentos dentre outras tentativas de nos humilhar, constranger e denegrir, tudo por conta de lado político.

Infelizmente algumas poucas pessoas não aceitam as alternâncias políticas, não preferem fazer algo positivo de suas próprias vidas para que consigam seus objetivos honestamente e tampouco buscam cumprir a obrigação de todo bom cidadão que é respeitar o outro, haja vista que não é obrigatório a ninguém gostar de ninguém, mas todo ser que convive em sociedade tem o dever e a obrigação de respeitar seu semelhante, e uma pessoa que exerce qualquer tipo de trabalho, seja público ou privado, ela é um ser humano, tem família, tem uma vida, e nenhuma outra possui o direito de não lhe respeitar ou ofender por seu trabalho ou seus ideais.

Minha mãe foi uma candidata e hoje é uma Prefeita que nunca ofendeu ninguém. Seja em palanques ou em seu gabinete, ela sempre trata todos bem, buscando mostrar o seu trabalho e seus projetos para a cidade e toda população, e assim eu e toda minha família também seguimos.

Hoje eu me surpreendi com um vídeo de uma jovem claramente usada por mais um desses que não se conformam e não se cansam de tentar nos denegrir. O vídeo por si só é evidente que alguém está ensinando e induzindo, (mandam levantar a cabeça, para dizer o nome dentre outras coisas) sendo visível o desconforto, confusão e constrangimento da própria menina, mostrando visivelmente que não existe verdade em nada dito ali.

O fato que houve em minha casa, onde vários objetos pessoais e eletrônicos foram roubados foi acompanhado de perto por vários policiais que agiram e conduziram tudo pessoalmente. Como representantes da lei, jamais participariam de algo errado, assim como eu Advogada, conhecedora da lei, jamais faria, até pq quem me conhece sabe que meu caráter e índole nunca permitiram, e meu caminho sempre é o diálogo e o respeito.

Meu pai também jamais agrediria verbal ou fisicamente qualquer jovem, ele que é um avô e tio amoroso como todos sabem, jamais faria isso. Quem nos conhece, e tenho certeza, que até os que nos atacam dia e noite, são conscientes de que não faríamos isso e que somos é trabalhadores.

Mesmo sofrendo tantos anos de ataques, sempre nos mantivemos no silêncio e buscando colocar o trabalho como foco principal, dando nosso trabalho como resposta a tudo. Minha casa estava cheia de amigos em comemoração ao dia do trabalhador, todos testemunhas que não houve qualquer violência por nossa parte, não cometemos crime, na verdade nós que sofremos um crime.

Amigos, como Padre Antônio de Padua e os próprios policiais permaneceram conosco no local. São testemunhas de que as vítimas éramos nós e deixamos as autoridades fazer seu trabalho. Contudo, só posso dizer que é triste assistir o quanto o ser humano pode ser monstruoso, sujo e baixo, buscando repetidamente várias maneiras de ofender e denegrir por interesse individual.

Quando éramos oposição, jamais coloquei em redes sociais ou em público xingamentos contra a ex-gestora ou seus aliados, nunca resumimos nossos dias em buscar uma forma mais asquerosa que a outra de tentar atingir alguém. Sempre buscamos trabalhar, realizando ações para o povo, para que eles vissem que queríamos fazer mais por nossa cidade, mas hoje vivemos é isso.

Eu mesma, se fosse alguém agressiva, já teria ido às vias de fato, pois quem é a pessoa que tem sua mãe e seu pai e gosta de ver outra pessoa xingando de vagabundo, dando apelidos vexatórios?

Acredito que a própria pessoa que faz, se fizessem com a mesma não acharia bom. Tudo tem limites, isso é uma regra da vida, e de agora em diante eu mesma vou buscar as vias judiciais para que a Tutela do Estado nos resguarde o direito ao Respeito e a seguir nosso caminho em paz, bem como para que puna com todo rigor aqueles que não querem aprender beneficamente o significado da palavra RESPEITO.

Agressores e alguns antiprofissionais que se dizem blogueiros vão responder na justiça por tudo isso. Agradeço a Deus que caminha ao nosso lado e sempre nos protege, a família que é nossa maior fortaleza, e aos amigos verdadeiros que sempre nos apoiam.

ASS. CAROLYNE MONTELES”

O blog teve acesso ao exame de corpo-delito da menor que foi feito no dia do ocorrido, veja abaixo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário