Esposa de Cabo Campos diz que ainda foi chamada de piranha, cachorra e vagabunda - Blog da Rayssa Araújo | Notícias de Anapurus e Região

sexta-feira, 2 de março de 2018

Esposa de Cabo Campos diz que ainda foi chamada de piranha, cachorra e vagabunda

O deputado estadual Roberto Campos Filho, Cabo Campos (DEM), além de agredir fisicamente (veja foto acima) sua esposa Maria José Brandão Marques Campos, 49 anos, também ofendeu com palavras que caracterizam agressão verbal.
De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado no dia 04 de fevereiro, o parlamentar é acusado de chamar sua companheira de piranha, cachorra e vagabundo na frente dos dois filhos, durante desentendimento do casal, que reside no bairro do Angelim.
A vítima estava deitada com fone de ouvido, quando foi surpreendida com pancadas na cabeça e no rosto chegando a lesionar os lábios inferiores e também reclama de dores na região de cima da cabeça. Que ainda houve as agressões verbais do tipo: piranha cachorra vagabunda“, diz trecho do depoimento.
As delegadas que acompanham o caso, Edeildes Nascimento Pereira e a titular da Delegacia Especial da Mulher (DEM), Wanda Moura Leite, conseguiram na Justiça a determinação de medidas protetivas em favor da vítima, que foi extremamente espancada pelo parlamentar, conforme mostra as imagens.
Maria José Brandão Marques Campos chegou a ser hospitalizada no São Domingos. Ela é casada há 26 anos com o agressor, deputado estadual Cabo Campos.
Comissão de Ética
A procuradora da Mulher na Assembleia, deputada Valeria Macedo, informou que pode levar o caso para a Comissão de Ética e pedirá que “instaure um processo disciplinar contra o deputado estadual Cabo Campos para aferir a quebra de decoro parlamentar, inclusive, ter o mandato cassado”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário