Morre aos 71 anos Humberto Coutinho, presidente da Alema - Blog da Rayssa Araújo | Notícias de Anapurus e Região

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Morre aos 71 anos Humberto Coutinho, presidente da Alema


Morreu em Caxias, aos 71 anos, deputado Humberto Coutinho (PDT), presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema). Ele faleceu às 20h40 desta segunda, segundo comunicado da família. O corpo será velado no ginásio na Facema, na cidade de Caxias, interior do Maranhão.
Por ordem do Presidente em exercício, deputado Othelino Neto, a Assembleia Legislativa decretou luto oficial de três dias.
Lutando contra câncer no intestino desde 2013, Humberto passou por hospitais de Teresinae São Paulo para cirurgias e tratamento e se recuperava da doença no interior do Maranhão, ao lado da família.
Afastado do cargo por alguns meses, Humberto declarou estar “muito feliz em retornar à Casa (Alema)”, ao regressar à presidência em julho deste ano. Não demorou muito para ter suas atividades interrompidas novamente.
No final de novembro, a esposa de Humberto e ex-deputada federal, Cleide Coutinho,emitiu nota pública sobre o estado delicado de saúde do deputado, ausente da presidência naquele momento:
“A equipe médica que acompanha o tratamento do Presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho, solicitou que todas as visitas ao parlamentar sejam suspensas até a completa recuperação do quadro infeccioso.
De acordo com o médico, as visitas que Dr. Humberto tanto gosta de receber, provocam muita emoção ao nosso amigo, exigindo esforços que no momento não são bons para a sua recuperação.
A Dra. Cleide Coutinho e família agradecem a todos pela compreensão e assim que o ‘Grandão’ voltar ao seu pleno restabelecimento, ficará muito feliz de receber as visitas que tanto o emocionam e agradam”.
Na manhã de domingo, 31, boatos noticiavam via WhatsApp a morte do deputado, desmentida ao O Imparcial pelo Diretor de Comunicação da Alema, Carlos Alberto Ferreira. “A situação é crítica. Gravíssima”, disse. Confirmando que Humberto ainda estava vivo.
Carreira Política
Natural de Pedreiras, Humberto Ivar Araújo Coutinho formou-se em medicina pela Universidade Federal da Bahia em 1970. Médico do INSS de Caxias, exerceu profissão na Casa de Saúde de Maternidade de Caxias, hospital que criou com ajuda de Cleide Coutinho, sua esposa.

Humberto Coutinho e sua esposa, Cleide Coutinho (Foto: Reprodução)
Humberto ingressou na carreira política 18 anos após sua formatura na área médica, sendo eleito vereador de Caxias em 1988 pelo Partido da Frente Liberal (PFL). A política ganhou força em sua trajetória de vida e, em 1990, foi eleito deputado estadual. Após anos de disputa, Humberto finalmente conseguiu ser eleito como prefeito de Caxias no ano de 2004. Dez anos mais tarde foi eleito deputado estadual com 67.982 votos, o mais votado das oposições. Torna-se então, pela primeira vez, presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Humberto ao lado da esposa, Cleide, emocionado ao receber homenagem na cidade de Caxias, em 2016 (Foto: Reprodução)
Leia a nota de falecimento na íntegra
Com imenso pesar, comunico o falecimento do deputado estadual Humberto Coutinho (PDT), Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, ocorrido às 20h40 desta segunda-feira (1° de janeiro), na cidade de Caxias (MA). Em seus momentos finais, Dr. Humberto foi assistido por sua inseparável companheira de 50 anos, dra.Cleide Coutinho, filhos, irmãos, irmãs, demais familiares e amigos muito próximos.
Humberto Coutinho não resistiu às complicações em decorrência de um câncer agressivo, contra o qual lutava bravamente há quatro anos.
O corpo do deputado Humberto Coutinho será velado, no primeiro momento, em sua residência, por familiares. Em seguida, será levado para o Ginásio da Facema, localizado ao lado do conjunto habitacional Eugênio Coutinho, para que a população de Caxias e de municípios da região possa se despedir do seu grande líder. Ao final, será conduzido em carro do Corpo de Bombeiros, pelas ruas da cidade, até a capela da familia, onde ocorrerá o sepultamento.
Por determinação do governador Flavio Dino, o deputado Humberto Coutinho será velado e sepultado com honras de chefe de Estado, por ter exercido interinamente o cargo de governador do Maranhão (2016) e ter falecido durante o exercício da Presidência do Poder Legislativo Estadual.
Humberto Ivar Araújo Coutinho nasceu em 21 de agosto de 1946, no povoado Pedreiras, município de Matões (MA). Formado em Medicina pela Universidade Federal da Bahia, começou a exercer a profissão em 1971, promovendo avanços na saúde de Caxias. Criou e mantém, até hoje, a Casa de Saúde e Maternidade de Caxias, juntamente com sua esposa, a médica e ex-deputada estadual Cleide Barroso Coutinho.
Além de dedicação à medicina, Humberto construiu brilhante carreira política, iniciada em 1988 como o vereador mais votado de Caxias. Em 1990 elegeu-se deputado estadual, com reeleições sucessivas nos pleitos de 1994, 1998 e 2002.
Em 2004, foi eleito prefeito da cidade de Caxias, sendo reeleito em 2008 com a maior votação da história de um prefeito daquela cidade.
Em 2014 retornou ao Parlamento Estadual maranhense, já consolidado e reconhecido como uma das mais influentes lideranças políticas do Maranhão. Em fevereiro de 2015, foi eleito Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão e reeleito, por unanimidade dos seus pares, para o exercício do biênio 2017/2018.
Consternados, os deputados estaduais para quem o Presidente Humberto se tornou uma unanimidade na política maranhense, lamentam o falecimento do deputado Humberto Coutinho, ao tempo em que se irmanam à dor da esposa, dra. Cleide Coutinho, dos seus filhos George e Georgia, da sua nora Juliane, irmãos, irmãs, familiares, amigos, correligionários e de toda a população de Caxias e do Maranhão, rogando a Deus conforto e força para superarem a perda deste grande lider.
Por ordem do Presidente em exercício, deputado Othelino Neto, a Assembleia Legislativa decreta luto oficial de três dias.
Cumpro o doloroso dever de informar esta notícia que nunca pensei comunicar.
Carlos Alberto Ferreira
Diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário