Quadrilha especializada em assalto a banco é presa no Maranhão e Piauí - Blog da Rayssa Araújo | Notícias de Anapurus e Região

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Quadrilha especializada em assalto a banco é presa no Maranhão e Piauí

Uma quadrilha de assaltantes de banco foi presa, nesta quarta-feira (22), durante a operação Tinguis, deflagrada pelas Polícias Civil do Maranhão e do Piauí. O bando já estava se preparando para assaltar o Bradesco de Parnarama no dia de hoje, Banco do Brasil de Alto Longa-PI amanhã e Correios em Codó-MA, na sexta-feira (24).
Na ação, foram cumpridos 09 mandados de prisão temporária e 13 mandados de buscas e apreensões, sendo 08 em Teresina/PI, 01 em Jerumenha/PI, 03 em Timon/MA e 01 em Parnarama/MA.
Foram presos Derlean Lisboa de Aquino, em Timon; Evangelista Pereira Barros, vulgo Vão ou Professor, em Parnarama; Pablo Vinicius Alves Silva, em Jerumenha; Natanael Damasceno Chagas, vulgo Natan; Edielson de Sousa Silva, vulgo Boy; Diego Henrique da Silva Moura; Claudio Silvano de Oliveira Lopes de Miranda, os quatro últimos em Teresina.
A polícia apreendeu dinheiro, joias, um revólver calibre 38, munições do mesmo calibre, meio tijolo de maconha, vários chips de telefones celulares e uma espada modelo “cimitarra” com Derlean;
A Operação Tinguis visa desbaratar organização criminosa envolvida em explosões a instituições financeiras. Entre os crimes as explosões dos postos de atendimento do Banco Bradesco dos municípios de Jerumenha-PI e Marcos Parente-PI (13/09/17), Caixa Econômica Federal de Timon-MA (28/08/17) e Bradesco de Duque Bacelar-MA (07/11/17).
Entre os integrantes estão Diego Henrique da Silva Moura, Warlon Thierri de Sousa Pinto e Cláudio Silvano de Oliveira Lopes de Miranda, os quais foram presos em flagrante delito no dia 19 de setembro de 2017, em Teresina-PI, pelo GRECO, após terem sido abordados com explosivos, armas de fogo e drogas.
Apesar de parte da organização criminosa ter sido presa, não se cessou o planejamento de ações ilícitas, entre elas se destaca a que ocorreu no dia 07 de novembro de 2017, em Duque Bacelar-MA, onde um dos investigados, identificado como Euaniel da Cruz Sousa, vulgo Niel, fora morto em confronto com a polícia, após explodir o Banco Bradesco daquele município.
O nome da operação é em homenagem ao município de Marcos Parente-PI, que foi fundado no lugarejo conhecido como Tinguis.
Todos serão autuados em flagrante como organização criminosa na Central de Flagrantes de Timon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário