WhatsApp libera recurso que apaga mensagens enviadas – inclusive para quem as recebeu - Blog da Rayssa Araújo | Notícias de Anapurus e Região

domingo, 29 de outubro de 2017

WhatsApp libera recurso que apaga mensagens enviadas – inclusive para quem as recebeu

Nova função permite excluir mensagens de conversas em grupo ou individuais, mas só funciona se isso for feito em até 7 minutos após envio.


Do G1




WhatsApp finalmente permite apagar mensagens enviadas inclusive para os destinatários (Foto: Sam Azgor/Flickr)



O WhatsApp começou a liberar um recurso que apaga mensagens enviadas inclusive para quem as recebeu A novidade funciona tanto em conversas individuais como em grupo, mas só é possível excluir mensagens em até 7 minutos após seu envio.


A função é um pedido antigo dos usuários do WhatsApp, mas ainda não está disponível para todos. Até então, só era possível apagar mensagens da sua própria janela de bate-papo. Ou seja, os outros membros de uma conversa continuavam vendo-as.


De acordo com o WhatsApp, o recurso de apagar mensagens para todos é especialmente útil quando uma mensagem é enviada por engano, em uma conversa errada ou caso ela tenha causado algum tipo de arrependimento.


A empresa diz que, quando uma mensagem é excluída de uma conversa, os outros contatos vão ver a frase “Esta mensagem foi apagada” no lugar. Da mesma forma, se a frase aparecer em alguma conversa sua, isso significa que o remetente decidiu removê-la.

Como usar


Para usar o recurso, é preciso tocar em cima da mensagem, selecionar a função “Apagar” e, depois, em “Apagar para todos”.


Para que a novidade funcione efetivamente e as mensagens sejam apagadas para todos os membros de uma conversa, é obrigatório que remetente e destinatários tenham a versão mais atualizada do WhatsApp para Android, iPhone ou Windows Phone.


O WhatsApp não informou quando a função estará disponível para todos os usuários. Também não há informações sobre o funcionamento do recurso no WhatsApp Web, versão do aplicativo para navegadores de computadores desktop.

Nenhum comentário:

Postar um comentário