Menores acusados de estupro e homicído no interior do Piauí serão transferidos para Teresina - Blog da Rayssa Araújo | Notícias de Anapurus e Região

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Menores acusados de estupro e homicído no interior do Piauí serão transferidos para Teresina


A Polícia Civil do município de Uruçuí-PI aguarda decisão da Justiça para transferir para Teresina os três adolescentes acusados de estuprar uma adolescente de apenas 16 anos de idade que se encontra grávida e degolar o namorado dela, identificado como Flaviano da Silva Marinho, de 19 anos. Os menores, sendo dois de 16 anos e um de 13, foram apreendidos logo após o crime.

De acordo com informações do delegado Ewerton Férrer, gerente de policiamento do interior, o pedido de transferência já foi enviado à Justiça. “Nós estamos na fase de transferência dos adolescentes para Teresina. O delegado e o Ministério Público, juntamente comigo, nós procuramos o poder judiciário e solicitamos essa internação aqui para capital”, afirmou.              


Delegado Ewerton Férrer (Crédito: Rede Meio Norte)
Delegado Ewerton Férrer (Crédito: Rede Meio Norte)
Em depoimento, os menores confessaram o crime. Clique aqui e confira a confissão. Após ser violentada, a jovem assistiu o namorado ser assassinado, inclusive o corpo dele foi jogado no rio Parnaíba. Um dos menores diz que Flaviano tinha uma dívida de drogas com um deles. A moto em que o casal andava e os celulares dedes foram levados pelos adolescentes.
“A gente tem que ter muita cautela até as oitivas de testemunhas para poder saber de pessoas do ciclo pessoal desses menores, analisar o histórico deles, saber se a vítima os conhecia. Então, tudo isso é importante para checar a real motivação do crime”, acrescentou o delegado. 

Flaviano da Silva Marinho ao lado da adolescente de 16 anos (Crédito: Reprodução)
Flaviano da Silva Marinho ao lado da adolescente de 16 anos (Crédito: Reprodução)
Em Teresina, os menores ficarão no Centro Educacional Masculino (CEM), como solicitou a polícia. O CEM, entretanto, é para menores já sentenciados, sendo que a lei determina que o ideal seria que os menores fossem levados para o Centro de Internação Provisório.
O capitão Luciano Teles, diretor das Unidades Socioeducativas, entrou em contato com a Polícia Civil de Uruçuí, onde os adolescentes seguem apreendidos e explica que não há nenhuma ilegalidade.
“Não, não há nenhuma ilegalidade. Trata-se de uma questão de procedimentos, quando já vem com a decisão do juiz da Comarca, e por isso eles são conduzidos aqui para o CDC, de foram que serão feitos os procedimentos, de lá são encaminhados para o Centro de Internação Provisório, com prazo de 45 dias para serem sentenciados. Após a sentença, provavelmente eles vão para o CEM”, informou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário